Categorias
Carreira

Como criar um portfólio de redator que funciona: guia rápido + dicas importantes

Saber como criar um portfólio de redator é uma das etapas básicas que todo profissional da área precisa fazer para se destacar no mercado. Os textos publicados ajudam a divulgar seu trabalho e, claro, facilitam a conquista de novos clientes.

Além disso, manter um portfólio sempre atualizado é uma ótima forma de praticar a escrita. Dessa forma, além de se mostrar ao mundo, você também estará investindo nas suas habilidades de escrita e aumentando as chances de sucesso na profissão.

Assim, com estes e outros benefícios que vamos citar adiante, confira um guia rápido de como criar um portfólio de redator que funciona e que vai chamar a atenção dos clientes. Siga o passo a passo e comece a aparecer no mercado rapidamente!

Antes de saber como criar um portfólio de redator…

É normal que a primeira pergunta desse processo seja: “ok, eu sei o que é importante, mas não tenho assunto para falar!”. Isso ocorre com a maioria dos redatores, pode apostar.

No entanto, esse questionamento, muitas vezes, é apenas um bloqueio do cérebro para evitar um esforço extra. Afinal, dedicar tempo para criar textos para um portfólio é desgastante e exige compromisso.

Portanto, saiba que o sentimento é normal. E foi pensando nisso que criamos um artigo para te dar mais ideias — e quebrar barreiras — do que postar no seu portfólio. Confira nossas sugestões e dicas do que postar no blog nesse link.

Agora que uma das primeiras barreiras foi quebrada, vamos conhecer rapidamente os benefícios de manter um portfólio online:

Benefícios de manter um portfólio de redator online

Ter condições de mostrar seu trabalho para o mundo é o principal objetivo de manter um portfólio online, mas existem outros benefícios que você deve considerar nesse momento. Ao dedicar tempo e esforço para escrever, você também ganha:

  • Mais experiência na escrita, pois está praticando regularmente;
  • Mais repertório como redator, já que você pode aproveitar para escrever sobre assuntos que não domina;
  • Mais liberdade para testar sua escrita e encontrar um tom de voz agradável;
  • Mais clareza no pensamento, considerando que o ato de escrever é uma consequência da estruturação de ideias;
  • Mais capacidade de exercitar seu lado criativo, que é uma qualidade essencial para redatores;
  • Mais condições de transferir seu conhecimento para outras pessoas, o que também ajuda na fixação dos conceitos ensinados.

E agora que já te convenci dos benefícios dessa prática, vamos aprender como criar um portfólio de redator que funciona. Confira os passos simples e rápidos:

1. Escolha o que você vai escrever

Como falamos anteriormente, esse é o primeiro passo que pode bloquear muitos redatores de iniciar seu portfólio na internet. E caso você não tenha visto o artigo que recomendei anteriormente, vou repetir essa simples dica: escreva sobre qualquer tema que você tenha afinidade. Simples.

Gosta de esportes? Fale sobre os jogos que assistiu.

Ama a cultura pop? Faça análise daquela série que todo mundo está comentando.

Prefere animais de estimação? Dê dicas de como cuidar de um cachorro.

Sua praia é viajar? Conte suas experiências em novos lugares e dê dicas para viajantes.

E, em último caso, escreva textos sobre a sua rotina de estudos, por exemplo. Além de ajudar a fixar aquilo que você aprendeu, outras pessoas podem se beneficiar desse conhecimento público.

“Start where you are. Use what you have. Do what you can.”

Arthur Asher

2. Defina uma rotina para publicar seus textos

Definir uma rotina para publicar os textos vai ajudar bastante nesse processo de como criar um portfólio de redator. Ao separar um pedaço fixo do seu dia para a tarefa, você estará assumindo um compromisso com o seu futuro.

Então, recomendo que seu horário mais produtivo seja o escolhido. Se você se dá bem escrevendo pela manhã, separe uma horinha para aprimorar seu portfólio. Em conjunto com esse ponto, defina blocos de trabalho para não ficar trabalhando de forma indefinida.

3. Estipule o tamanho dos conteúdos

Outro ponto importante para reduzir a fricção na hora de criar conteúdos é estipular um tamanho máximo para os textos. Delimitar a quantidade de palavras vai evitar que seu cérebro deseje fazer outra coisa, enquanto te força a ser criativo e sucinto na produção do material.

Basicamente, esse truque vai dizer pra mente: “ok, só vou escrever 800 palavras e aí posso parar”. Pronto, o compromisso está feito e a resistência para começar a escrever acaba de ficar menor.

Além disso, se você não tem muito tempo, comece escrevendo pequenos textos de 300 palavras. Em menos de 30 minutos você terá um conteúdo publicado e, da mesma forma, o esforço para criá-lo não será muito grande.

4. Encontre a sua plataforma de publicação preferida

Outra grande barreira na hora de aprender como criar um portfólio é a escolha da plataforma para publicação dos conteúdos. E aqui a dica é rápida e decepcionante: publique seu texto em qualquer lugar, sem pensar muito.

Falando sério, não existe um lugar ideal para criar seu portfólio. Se você tiver acesso rápido aos textos — para enviar aos clientes em potencial — já é suficiente. Então, seja no LinkedIn, Facebook, Instagram ou em plataformas gratuitas como o WordPress, Blogger ou Medium, escolha o local que mais agrada e comece a escrever logo.

A busca pelo local perfeito pode ser um grande inimigo na criação do seu portfólio. Então, em vez de perder muito tempo planejando isso, preocupe-se em criar e publicar. E se for necessário migrar no futuro, tudo bem. O mais importante é manter seus textos online.

5. Quebre a barreira da procrastinação

O quinto e último passo no processo de como criar um portfólio de redator que funciona é a mais dura das tarefas: sentar na cadeira, ligar o computador e escrever o que foi planejado. E isso pode ser realmente difícil se você não estiver consciente dos benefícios dessa ação para sua carreira como redator.

Por isso, minha recomendação é que você não perca tanto tempo nos passos anteriores. Faça as definições rapidamente e comece aquilo que realmente importa: a criação dos seus textos e publicação na plataforma escolhida.

É claro que não é tão simples assim, mas com organização, consciência sobre o processo e força de vontade, além de dicas de produtividade para redatores, você conseguirá montar o tão sonhado portfólio de redator. A partir disso, é necessário manter a consistência nas produções e, posteriormente, começar a buscar novos clientes.

E agora que você já sabe como colocar seu trabalho no ar, é hora de produzir conteúdo para conquistar novos clientes. Por isso, preparamos um guia que você não pode deixar de ver: Como prospectar clientes online: passo a passo para redatores + dicas.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *